aws_logo_smile_1200x630

Usa AWS? Saiba como prevenir imprevistos com a abolição do horário de verão

Desde 1931 o horário de verão no período de outubro a fevereiro é um costume nas regiões sul, sudeste e centro-oeste do Brasil, fazendo com que fabricantes também planejem as suas soluções para se adaptar automaticamente a essa mudança periódica. Devido a abolição do horário de verão no Brasil, a AWS recomenda algumas remediações técnicas para contas usuárias de bancos de dados Amazon RDS (Relational Database Service).

Se você é cliente da AWS e usa banco de dados RDS configurados nos fusos horários do Brasil, confira algumas ações que podem ser tomadas para prevenir possíveis imprevistos na sua operação:

 

RDS MySQL/MariaDB/Aurora MySQL

Até o lançamento do patch para corrigir esse problema, a AWS sugere que seja usado “America/Fortaleza” ou “America/Manaus” para as instâncias que não estão refletindo as mudanças do horário de verão brasileiro:

America/Sao_Paulo (AKA Brazil/East) (standard UTC-3, UTC-2 in DST): usar temporariamente America/Fortaleza (UTC-3, no DST)

America/Cuiaba (standard UTC-4, UTC-3 in DST): usar temporariamente (UTC-4, no DST)

 

Para solucionar o problema, faça o seguinte procedimento:

  • mysql> select CONVERT_TZ(‘2019-10-19 20:37:53’, ‘UTC’, ‘Brazil/East’) “Oct19_BRT”,CONVERT_TZ(‘2019-10-20 20:37:53’, ‘UTC’, ‘Brazil/East’) “Oct20_BRT”;
  • mysql> select CONVERT_TZ(‘2019-10-19 20:37:53’, ‘UTC’, ‘America/Fortaleza’) “Oct19_BRT”,CONVERT_TZ(‘2019-10-20 20:37:53’, ‘UTC’, ‘America/Fortaleza’) “Oct20_BRT”;

 

PostgreSQL

As versões 11.5, 10.10, 9.6.15, 9.5.19 e 9.4.24 já estão com a última versão do tzdata, seguindo a lei de 2019. Portanto, a configuração não entrará no horário de verão. Se o cliente usa uma instância em qualquer outra versão anterior a essas, será necessário fazer upgrade.

 

RDS Oracle

No caso de instâncias RDS Oracle, é necessário verificar se estão usando colunas do tipo “TIMESTAMP WITH TIME ZONE”. Caso contrário, o usuário deve verificar a data do último start do Oracle, acessando SQL> select startup_time from v$instance. Se o start for posterior ao dia 27/08/2019, não há previsão de impacto. Caso contrário, se o start ocorreu antes do dia 27/08/2019, é necessário um stop/start da instância.

Caso a verificação dê um resultado positivo, é necessário verificar qual a versão do arquivo através do acesso em DST:SQL> select * from v$timezone_file.

  • Se a versão for maior ou igual a “31”, a instância está configurada para entrar no horário de verão em 3 de novembro. Um patch para isso ainda está sendo testado/aplicado pela equipe de serviço da AWS e será disponibilizado em algumas semanas. De acordo com o time de RDS, será necessário criar uma nova instância e migrar os dados para ela.
  • Se a versão for menor do que “31”, é necessário criar uma nova instância para a última versão disponível do Oracle (por exemplo, 12.1.0.2.v17 ou 11.2.0.4.v21), e migrar os dados, pois o arquivo DST instalado foi configurado para entrar no horário de verão dia 20 de outubro de 2019. Esse processo irá postergar o horário de verão para o dia 3 de novembro, fazendo ser necessário a atualização da engine do banco e cópia dos dados, como mencionado acima.

 

RDS SQL Server

A equipe de serviço da AWS ainda está trabalhando para que os hosts sejam atualizados até 3 de novembro de 2019.

Compartilhe esse Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Como ser um gestor de TI inovador?

A inovação pode ser um grande diferencial competitivo e os gestores da área de TI têm papel de destaque nesse processo, que deve estar sempre