Protection network security computer and safe your data concept, Businessman holding shield protect icon

Sonicwall aponta que Brasil é o principal alvo de ataques, saiba como se prevenir

Como consequência da pandemia de Covid-19 e a tendência mundial de home office, tem se notado cada vez mais ataques a usuários com foco em roubo de dados, devido aos pontos de exposição e risco que a grande maioria das empresas não está preparada para combater. Com os cibercriminosos intensificando os ataques, é importante que as empresas se preparem o mais rápido possível para garantir a segurança de seus dados e a continuidade dos negócios.

A Sonicwall aponta, em sua página de Security Center, que o Brasil é hoje o principal alvo de ataques. Os dados são atualizados constantemente, e até o momento dessa publicação, a empresa mostra que foram detectados mais de 15 milhões de ataques direcionados ao país. Em segundo lugar vem os Estados Unidos (9,8 milhões), e em terceiro, o Reino Unido (7 milhões). A nível mundial, o principal tipo de ataque são as intrusões (42 milhões), que visam o acesso e vazamento de informações confidenciais, e em segundo lugar, malwares (6,8 milhões), programas de computador que se infiltram com o intuito de causar danos, alterações ou roubo de informações.

Além disso, a página também revela dados importantes sobre as principais ameaças e quais delas tiveram o maior aumento de ataques desde o mesmo período no ano passado. A empresa mostra que de junho de 2019 pra cá houve o aumento de 105% em ataques de malware por portas não padrão. É importante destacar também o aumento em 52% no que se refere a novas ameaças detectadas, o que destaca a importância de antivírus de próxima geração, e 27% em aplicativos da web. A página completa pode ser acessada aqui (em inglês).

 

Como combater ataques?

O analista de segurança da Integratto Tecnologia, Marcus Santos, destaca que as empresas precisam se preparar cada vez mais com investimentos na área de segurança da informação. “Um firewall de próxima geração é ideal para proteção contra intrusões em tempo real, mas também é importante contar com um bom antivírus que garanta a proteção em camadas, caso o ataque seja sofisticado. Uma solução robusta de backup também é essencial para que não ocorra a perda de dados, levando em consideração a abordagem de segurança em camadas”.

O firewall de próxima geração (NGFW) é a primeira base de proteção contra ataques, devido a sua capacidade de bloquear acessos em sites suspeitos e definir perfis de acesso com base nas necessidades e funções do usuário. Embora as empresas precisem informar os funcionários sobre os sites que não devem ser acessados durante o expediente e com os equipamentos de trabalho através de uma política, é importante destacar que usuários comuns podem clicar em links infectados que se apresentam como endereços de clientes, fornecedores e plataformas de trabalho, por isso é importante contar com uma ferramenta que possa reconhecer e bloquear essas ameaças.

No geral, as empresas também entendem a importância do antivírus para combater a esses ataques, embora muitas delas ainda considerem que um antivírus comum seja o suficiente para suportar os diversos tipos de ameaças existentes. O ideal é que ambientes corporativos contem com soluções de antivírus de próxima geração, habilitados com inteligência artificial e capazes de detectar novas ameaças em tempo real. Dessa forma, as chances de infecção dos equipamentos e consequente comprometimento do ambiente diminuem significantemente.

Vale lembrar, entretanto, que essas soluções, embora muito importantes, não garantem por completo a proteção de seus equipamentos e dados, visto que imprevistos como desastres naturais e falhas humanas podem ocorrer. Por isso, é essencial que as empresas também invistam em soluções de backup e continuidade de negócios.

Além de resguardar os dados da organização, as soluções de backup permitem que as atividades sejam retomadas em questão de minutos, sem a necessidade de pagamento de resgate a cibercriminosos e problemas referentes a interrupção de atendimento a clientes e fornecedores, bem como perdas financeiras que também podem prejudicar muitos negócios de forma irreversível. Após a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), esses ataques e vazamentos também podem levar a multas milionárias.

 

Preciso me prevenir! O que fazer agora?

O primeiro passo é diagnosticar que a sua empresa ainda não está preparada para combater essas ameaças. Em seguida, é importante se informar sobre as diversas soluções disponíveis no mercado e quais delas são as mais adequadas para o seu negócio. Nesse sentido, a Integratto se coloca à disposição para orientar a sua equipe de TI e desenvolver um plano de combate unindo as melhores soluções ao melhor custo-benefício. Para saber mais, clique aqui e fale com um de nossos especialistas.

 

Quero me informar mais sobre ataques e soluções para combatê-los

A Kaspersky e a Fortinet também contam com páginas nas quais é possível acessar os relatórios de ameaças detectadas pelas empresas com atualização contínua. Você também pode se aprofundar mais sobre antivírus, firewall e backup com alguns artigos do nosso blog.

Como o antivírus da próxima geração usa o Machine Learning para aumentar a segurança?

Você sabe o que é a LGPD?

Quais são as vantagens do Arcserve Cloud Direct?

FortiGate: A importância do Firewall e VPN no trabalho remoto

Saiba qual solução Arcserve é a mais adequada para a sua empresa

Compartilhe esse Post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email