Call Center Hot Line Information Concept

7 Problemas comuns de TI que você pode se identificar

O cotidiano do profissional de TI normalmente é bem movimentado. É preciso garantir o funcionamento adequado de todos os sistemas, atender a chamados, pesquisar sobre as novas tendências, apresentar projetos para melhorias, e nem sempre a equipe conta com uma quantidade suficiente de pessoas para desenvolver todas essas atividades. Nós, da Integratto Tecnologia, conhecemos bem os desafios da área e sabemos que muitos deles são evitáveis. Por isso, levantamos essa lista com 7 problemas comuns de TI que você pode se identificar, mas que podem ser solucionados:

1. Relatórios confusos e irrelevantes


Relatórios são ativos importantes para detectar problemas e obter informações relevantes que podem ser utilizadas na melhoria do ambiente de TI. Acontece que muitas empresas, por falta de tempo ou de conhecimento da importância desses relatórios, acabam ignorando essas informações. Existe ainda o problema das empresas que precisam dessas informações, mas quando os emite, recebem dados irrelevantes ou que não são facilmente interpretáveis. Ao fazer cotações de novas soluções, consulte o seu fornecedor sobre quais relatórios são emitidos e se o fabricante permite um teste gratuito da ferramenta, para que a equipe consiga ver na prática quais são os dados que podem ser extraídos e se eles correspondem às expectativas e necessidades.

2. Dificuldade em escolher tecnologias

Para acompanhar o ritmo acelerado do surgimento de novos ataques e das demandas cada vez mais ambiciosas das empresas, o mercado de tecnologia tem se tornado cada vez mais dinâmico no desenvolvimento de novas soluções, e ao mesmo tempo, produtos que conseguiam atender às necessidades de segurança, armazenamento e continuidade de negócios podem acabar se tornando obsoletos. Na correria do dia a dia e com a realidade de muitas empresas, que contam com equipes de TI reduzidas, acaba sendo um desafio conhecer essas tecnologias e entender qual delas é a melhor para o negócio. Uma solução para esse problema é buscar fornecedores com um perfil de consultoria, dispostos a entender como funciona o ambiente da empresa, qual a demanda do cliente e como o orçamento pode ser aplicado para obter o melhor custo-benefício possível.

3. Falta de tempo para novos projetos


Já percebeu como a falta de tempo foi um dos fatores que mais contribuíram para os dois problemas citados anteriormente? Esse sem dúvida é um desafio para a grande maioria dos profissionais de TI, na grande maioria das vezes porque o departamento precisa atuar com tarefas reativas, mais conhecidas como “apagar incêndio”. Há também empresas que já conseguiram superar esse problema e os profissionais acabam não tendo tempo para novos projetos porque estão ocupados com atividades estratégicas que consomem grande parte do tempo, monitoramentos e atendimento de chamados. Esses problemas podem estar relacionados à grande complexidade do ambiente, que conta com várias soluções sem integração e que precisam ser gerenciadas separadamente, ou por ferramentas obsoletas e com pouca automatização. Ao fazer um novo investimento em TI, tenha em consideração que o seu tempo é muito valioso e que a sua diretoria espera que ele seja muito bem utilizado, por isso, prefira soluções com fácil integração, escalabilidade e automação de funções básicas, reduzindo trabalhos manuais que muitas vezes são feitos diariamente. Não se esqueça dos relatórios que já citamos anteriormente, buscando sempre uma atuação proativa e que economize o seu tempo e disposição sem precisar lidar com problemas que só trazem dor de cabeça para você e seu usuário final.

Confira 5 previsões do Gartner sobre Segurança da Informação e saiba como elas podem ajudar equipes de TI a resolver problemas de falta de tempo.

4. Usuários reclamando da perda de conectividade


A dificuldade em reduzir a vulnerabilidade das conexões de internet pode gerar alguns problemas para os usuários, com perdas de conectividade que podem trazer quedas de produtividade, prejuízos financeiros e uma enxurrada de chamados para o time de TI. A solução para esse problema em grande parte pode estar relacionada à uma solução de firewall, bem como VPNs, gateways e proxys. O firewall é uma solução utilizada pela grande maioria das empresas, mas cabe aos profissionais de TI fazer um balanço sobre a solução utilizada atualmente e validar se ela realmente atende às necessidades atuais do mercado. Muitas vezes o mais barato pode acabar saindo mais caro na ocorrência de algum incidente, ou talvez a sua solução não te deixe tão seguro quanto você imagina…

5. Paradas constantes no ambiente


Imagine a situação: toda a produção de uma empresa depende do funcionamento ininterrupto do ambiente de TI, caso contrário, clientes ficarão insatisfeitos, funcionários ficarão parados porque não conseguem acessar dados e informações necessárias, os lucros caem, e a empresa passa a ficar com uma imagem negativa no mercado. Agora imagine que o ambiente não suporte as demandas e todos os dias esses problemas voltem a assombrar o departamento de TI, com cobranças da diretoria, dos usuários e autoridades de conformidade. Os problemas neste caso estão provavelmente relacionados à alta complexidade do ambiente, com soluções obsoletas e que demandam uma alta carga de trabalho por parte dos profissionais que as gerenciam. As demandas de negócios atuais exigem ambientes de TI resilientes e com soluções que ofereçam mais funcionalidades e visibilidade, com proteção dos ativos da empresa, das portas de entrada e que garantam o bom funcionamento das linhas de produção. Nesse sentido, a Hiperconvergência, Backup, Firewall, SD-WAN, e ferramentas de intranet se tornam essenciais.

6. Dificuldade na detecção de problemas / Falta de monitoramento e alertas

Muitos dos problemas anteriores estão relacionados ou são a causa da dificuldade dos departamentos de TI em detectar problemas antes que eles se tornem um incêndio ou uma dor de cabeça muito maior do que precisariam ser. Com a tecnologia assumindo um papel definitivo nos negócios, muito está em jogo no que se refere ao monitoramento do ambiente, e problemas podem se tornar desastres irreversíveis e com prejuízos incalculáveis. Algumas formas de driblar a dificuldade de detecção de problemas são através de NOCs (Network Operations Center, com a centralização do gerenciamento de redes), a adoção de ferramentas com relatórios, e até mesmo a terceirização de serviços com empresas especialistas em soluções como firewall, backup etc.

7. Filiais sem acesso aos sistemas


É bem comum que a TI tenha dificuldades de acompanhar o crescimento físico das empresas, especialmente quando esse crescimento ocorre a longa distância através de filiais. Como garantir que os usuários de todas as unidades de uma organização conseguirão acessar o sistema com simplicidade, segurança e rapidez? Algumas empresas ainda não descobriram como fazer isso, e por esse motivo, as suas filiais continuam sem acesso a ativos importantes e que agregariam na produtividade e lucratividade do negócio. Uma das soluções atualmente é a tecnologia SD-WAN, que direciona o tráfego diretamente entre a origem e o destino do trabalhador ou escritório até o servidor da matriz. Isso também vale para empresas que, mesmo sem filiais, contam com o desafio de orquestrar a conectividade dos funcionários que trabalham de forma remota, uma tendência cada vez mais comum no mercado.

Se identificou com algum desses problemas? Tudo bem, esse é o primeiro passo para começar a melhorar os processos da sua TI e tornar o dia a dia da sua equipe mais produtivo e estratégico. Agora é hora de começar a construir um plano de ação e entender melhor quais as soluções mais adequadas para a resolução dos desafios levantados, agregando mais valor ao trabalho da TI e reduzindo imprevistos que podem sair bem caros. Entre em contato e saiba como nossos especialistas podem te ajudar.

Quero saber mais!


Próximo artigo: 5 previsões do Gartner sobre Segurança da Informação

Compartilhe esse Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
lgpd-dados

Você sabe o que é a LGPD?

A sigla se refere a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei nr 13.709) sancionada em 14 de agosto de 2018 e que entrará em