Como a Inteligência Artificial vai proteger o Século 21

 

| Artigos | Parceiros

A conectividade define o mundo do século 21. Nos últimos dez anos, as redes sociais, dispositivos móveis, a Internet das cosias e sistemas incorporados transformaram a sociedade. Você pode estar em praticamente qualquer lugar e se conectar com quase todo mundo.

Apesar de todas as realizações e maravilhas, os CXOs e outros líderes de TI enfrentam desafios tecnologicos difíceis, especialmente no mundo complexo da segurança digital. O aumento das ameaças, com a sofisticação e a frequência de ataques em evolução constante, torna difícil obter uma abordagem de segurança vigorosa. Grandes violações recentes, como a que ocorreu na Agência de Gestão de Pessoal dos EUA, tiveram grande destaque nas notícias, aumentando a demanda por mais segurança. 

O resultado é que as partes interessadas estão demandando níveis mais altos de segurança digital. Com novas ameaças digitais liberadas a cada dia, os executivos de TI têm mais motivo do que nunca para recear comprometimento, destruição e manipulação de dados. 

Isso está motivando um surto de gastos de grande porte. De acordo com a Gartner Research, o mercado total para segurança superará US$ 100 bilhões em 2019. 

Nesse cenário, um novo paradigma de tecnologia com base em Inteligência Artificial (IA) e aprendizado de máquina está redefinindo a proteção de endpoints - e possivelmente a segurança como um todo. Ao empregar técnicas de previsão e prevenção para impedir ataques maliciosos, antes da execução e fora da arquitetura do sistema, a IA é mais do que apenas uma inovação; é uma mudança completa de filosofia e entendimento. Os resultados são notáveis. Com taxas de eficácia de 99%, a Inteligência Artificial e o aprendizado de máquina aplicados no endpoint protegem em níveis nunca observados antes.



 

Copyright © 2012-2014 Integratto Tecnologia. Todos os direitos reservados. By Nébadon.